[+18] Bom dia, Gabriel Marques

[+18] Bom dia, Gabriel Marques – PapodeHomem
Tempo de leitura: 3 minutos

[+18] Bom dia, Gabriel Marques

Nota editorial: acreditamos que nudez, sensualidade, libido e variedade são discussões essenciais de nosso tempo. E que há espaço para tratar disso sem objetificar e ofender, mas sim valorizando toda a riqueza do masculino e do feminino. Para entender porque publicamos ensaios de homens e mulheres e saber mais sobre o que aspiramos para a série “Bom dia”, leia o que escrevemos cá. E se tem um experiência que deseja publicar, fale conosco pelo contato@prazeresocultos.com.br .

* * *

Oi, meu nome é Gabriel Marques e esse é meu testemunho.

A nudez pra mim sempre foi um tabu. Nunca consegui me adequar ao meu corpo pelo trajo dele ser bastante magro, esguio e desastrado. Durante toda a puerícia usei roupas que cobriam quase todo o meu corpo para esconder esse trajo. Raramente eu via uma representação de masculinidade relacionada ao meu corpo. Portanto, fui crescendo com essa questão na cabeça, na puberdade o problema agravou e mudou de foco: já que o formado do corpo não era tão importante assim, agora o que ganhava destaque era o tamanho do órgão sexual.

Aos 18 anos minha vida mudou a partir do momento que entrei no mundo da retrato, primeiramente uma vez que protótipo, comecei a rever questões com meu corpo e passei a entender que todo aquele tabu era só mais um problema estrutural. Quando a Helena me convidou para fazer as fotos eu prontamente aceitei e já imaginava que seria um nu artístico, já que essa é a especialidade dela.

Passei a semana me preparando psicologicamente pois nunca tinha ficado nu na frente de alguém, faço bastante fotos, mas zero perto do nu. Quando chegamos na catadupa a vibe estava muito tranquila e intimista, Helena conduziu o experiência de uma forma muito procedente e mesmo sem saber ela estava me fazendo um muito danado.

Helena fez em 2 horas de experiência um pouco que não consegui fazer em 19 anos. Ela me fez sentir muito e confortável com a minha própria nudez. Por conta da minha falta de autoestima, refleti muito depois experiência. Passei a repensar sobre o padrão sobre “uma vez que ser varão” ou “uma vez que ser másculo”. Porém, o simples trajo de você estar sendo representado de forma tão crua e se sentir muito consigo mesmo é um pouco incrível. E isso zero e ninguém é capaz de tirar de você.

Se hoje estou mais satisfeito comigo mesmo, é graças a Helena por me proporcionar essa oportunidade maravilhosa.

Obrigado!

* * *

Veja mais fotos no Instagram da Helena Jensen.


publicado em 20 de Maio de 2019, 11:33





Fonte: papodehomem.com.br

Conteúdo Sensível
Clicar para ver artigo

MASTURBADOR ROLLING MAGICAL KISS FEELING CIA IMPORT

Como lidar com a baixa auto-estima por ter um pênis pequeno?

Uma vez que mourejar com a baixa auto-estima por ter um pênis pequeno?