Uma vez que mourejar com a baixa auto-estima por ter um pênis pequeno?

Como lidar com a baixa auto-estima por ter um pênis pequeno?
Tempo de leitura: 3 minutos

Uma vez que mourejar com a baixa auto-estima por ter um pênis pequeno?

“Bom dia, gostaria que me chamassem de H.

Tenho 29 anos e para a sociedade sou uma pessoa muito sucedida. Formei em engenharia em uma universidade federalista de renome, sou servidor público federalista, não me julgo mal-parecido, mas tem uma coisa que abala muito minha auto-estima: o tamanho do meu pênis. 

Desde jovem comecei a perceber que meus amigos possuíam dote maior que o meu, até os meninos mais novos que eu na idade. Fazia natação e acabava que, no vestiário, dava aquela olhadinha básica para confrontar os tamanhos. Isso me levou a ter vergonha de estar nu perante homens no vestiários e, posteriormente, quando iniciei minha vida sexual, com as mulheres também.

Até mesmo quando os amassos começam a esquentar e permanecer bons, não palato que elas coloquem a mão em meu p. para tentar não frustá-las e conseguir levar o momento para um sexo. Teve momentos na minha vida, que isso me atrapalhou até a ter crédito para flertar com as mulheres. Várias vezes fui pra balada com amigos, todos conseguiam arrumar algumas e eu simplesmente não arrumava porque nem tentava. Até cheguei a pensar que poderia ser gay ou bissexual. Inclusive, tive uma experiência com outro varão mas percebi que não era o que gostava. 

Quanto ao sexo em si, com mulheres, sinto muitas vezes que não consigo satisfazê-las na leito por esse motivo. Simples que tento gratificar gastando muito tempo nas preliminares e caprichando no sexo vocal. Nenhuma mulher verbalizou esse problema para mim, mas algumas chegaram a provar por atitudes e por não procurar fazer sexo comigo mais.

Hoje, estou namorando há algumas semanas, mas não tive a coragem de ter um papo sobre isso com minha namorada e não sei se devo fazê-lo ou deixar porquê está. Talvez, falar sobre isso com ela poderia ajudar, mas dá uma vergonha gigantesca de tocar nesse ponto, principalmente por ser um tabu para mim.

Esse problema anatômico me atrapalha muito, me faz ter uma auto-estima baixa e pouca crédito em mim mesmo.

Nunca consegui conversar sobre isso com ninguém, nem com meus amigos mais íntimos, nem com meus pais e irmão ou com qualquer outra pessoa. 

Narrativa com a ajuda de vocês, obrigado. 

H.”

Complemento sobre o ponto:

Tenho pinto pequeno, por Frederico Mattos

7 dúvidas dos homens sobre pênis, respondidas por um médico, de Antônio Modesto

Uma vez que responder e ajudar no Mentoria PdH (leia para evitar ter seu glosa sumido):

  • comentem sempre em primeira pessoa, contando da sua experiência direta com o tema — e não só dizendo o que a pessoa tem que fazer, porquê um professor distante da situação
  • não ridicularizem, humilhem ou façam piada com o outro
  • sejam específicos ao racontar do que funcionou ou não para vocês
  • estamos cultivando relações de parceria de contrato com a perspectiva proposta cá, que vai além das amizades usuais (vale a leitura desse link)
  • comentários grosseiros, rudes, agressivos ou que fujam do foco, serão deletados

Uma vez que enviar minha pergunta?

Você pode mandar sua pergunta para posts@papodehomem.com.br .

O ponto do email deve ter o seguinte formato: “PERGUNTA | Mentoria PdH” — assim conseguimos filtrar e encontrar as mensagens com facilidade.

Posso fazer perguntas simples e práticas, na traço “Uma vez que planejo minha mudança de cidade sem quebrar? Uma vez que organizar melhor o tempo pra cuidar de meu rebento? Uma vez que mourejar com o diagnóstico de uma doença grave?” ?

Queremos tratar também de dificuldades práticas enfrentadas por nós no dia-a-dia.

Logo, quem tiver questões nessa traço, envie pra nós. Assim vamos construindo um mosaico mais espaçoso de assuntos com a Mentoria.

Essa Mentoria é incrível. Onde encontro as perguntas anteriores?

Basta entrar na coleção Mentoria PdH.

H., um presente pra você:

Vamos te enviar por email o ebook “As 25 maiores crises dos homens — e porquê superá-las”, produzido pelo PdH.

Se deseja comprar ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição cá.

Para saber mais sobre o teor do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim porquê aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Uma vez que o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é necessário para nossa sustentabilidade.


publicado em 06 de Maio de 2019, 11:42





Fonte: papodehomem.com.br

[+18] Bom dia, Gabriel Marques – PapodeHomem
Conteúdo Sensível
Clicar para ver artigo

[+18] Bom dia, Gabriel Marques

tudo o que você precisa saber – PapodeHomem

tudo o que você precisa saber