Cyberbullying: uma vez que evitar que o jovem sofra com ele

Cyberbullying: como evitar que o adolescente sofra com ele
Tempo de leitura: 3 minutos

Cyberbullying: uma vez que evitar que o jovem sofra com ele

Cyberbullying, você sabe o que é? O bullying é muito recorrente na puerícia e na juventude não diminui a seriedade do problema. As crianças descontam instabilidade com agressividade nos que consideram de alguma forma dissemelhante deles.

Com o aumento do uso das redes sociais, esse problema invadiu a internet, ganhando um termo específico: o cyberbullying. Ocorre quando a tecnologia é o meio usado para ameaçar, violentar, assediar ou atingir outra pessoa.

Embora muitos pensem que o bullying é “normal”, pode trazer consequências sérias para a vida da gaiato ou jovem. Existem casos em que as vítimas chegam até a cometer suicídio por não obterem o pedestal necessário. E uma vez que os pais podem ajudar?

Uma vez que os pais podem ajudar a evitar que seu fruto jovem sofra cyberbullying

A orientação dos pais é imprescindível nos casos de cyberbullying. Estabelecer uma relação de crédito pode prevenir que esses problemas tomem proporções maiores do que deveriam, e fomentar sequelas no comportamento psicológico dos jovens. Existem outras formas também para evitar ou resolver esse tipo de bullying.

1. Aborde os riscos do mundo virtual

A internet gera inúmeras possibilidades, portanto tente expor para seus filhos a veras do que pode ocorrer de ruim. Além do cyberbullying, o oriente para não concordar pedidos de amizade e conversar com estranhos. Outro juízo é não expor algumas informações pessoais uma vez que nome completo, endereço ou telefone na internet.

2. Oriente a não compartilhar suas senhas

Alerte-o para não compartilhar as senhas de suas redes sociais e dispositivos, nem com melhores amigos, pois há o transe de alguém postar um tanto em suas redes pessoais sem o consentimento do possessor.

3. Invista em aplicativos de monitoramento

Existem aplicativos de monitoramento de adolescentes que te possibilitam rastrear o que seu fruto está fazendo na internet. O Spyzie é um bom exemplo, já que também permite estabelecer limites e bloquear certos tipos de teor nocivos uma vez que pornografia, ódio, etc. Esses aplicativos permitem verificar histórico de buscas, conversas, páginas visitadas, rastrear a localização, verificar downloads e imagens recebidas.

Outrossim, alguns apps permitem restringir o uso do dispositivo e de alguns aplicativos, para promover o uso consciente. Os recursos de localização podem ser um grande coligado também para manter seu fruto seguro não só no mundo virtual.

4. Ensine seus filhos a identificar o cyberbullying

Muitas vezes os adolescentes não percebem que certos comportamentos podem ser caracterizados uma vez que bullying, não dando a devida valimento para evitar ou resolver quando são atingidos. Fale que mensagens ofensivas ou espalhando boatos são formas de cyberbullying.

5. Identifique se seu fruto comete bullying

O que muitas vezes pode ser “pândega” na mente do jovem, para quem recebe o bullying pode gerar consequências trágicas. Identifique se seu fruto mostra comportamentos característicos e ressalte que esse tipo de atitude é inadmissível.

Demonstre que tanto as mensagens diretas a vítima, quanto postagens em redes sociais ou espaços virtuais com o intuito de violentar, ameaçar ou assediar alguém não é tolerável e que pode gerar sequelas psicológicas na vida das vítimas.

6. Entre em contato com a escola

Caso identifique que seu fruto esteja envolvido em qualquer caso de bullying, entre em contato com a escola para que possa resolver esse problema diretamente com os pais do atacante, além de escoltar de perto todo o caso.

É importante estar sempre discreto ao que seu fruto faz e ao que fazem com ele na internet. Lembre-se de que quanto mais atentos os pais estiverem, menor as chances de que o problema se torne em um tanto complicado de se resolver.

Por término, vale a salvaguarda que o a terapia é uma ótima opção para quem sofre com esse contexto. Plataformas uma vez que a Vittude podem facilitar a procura por um psicólogo que atenda a requisitos específicos para atender a todos que precisem de séquito. Acesse nosso site e confira você mesmo todas as oportunidades oferecidas!

Leia também:

Bully: jogo ou veras? Saiba uma vez que isso pode afetar sua saúde mental

Juvenilidade: não trave uma guerra com seu fruto. Procure entendê-lo!

Manadeira: www.vittude.com

Brasileiras estão entre as maiores consumidoras de pornôs no mundo

Brasileiras estão entre as maiores consumidoras de pornôs no mundo

Como saber se eu preciso de um psicólogo?

Uma vez que saber se eu preciso de um psicólogo?