Vejo milénio qualidades em minha namorada, mas não a formosura física

Vejo mil qualidades em minha namorada, mas não a beleza física
Tempo de leitura: 3 minutos

Vejo milénio qualidades em minha namorada, mas não a formosura física

“Olá PdH!

Sou um leitor assíduo do blog há pelo menos uns sete anos. Já vi alguns artigos na internet e no próprio PdH sobre o tema que gostaria de tratar.

Me chamo F., e namoro a aproximadamente 5 anos. Nos conhecemos na faculdade – quase paixão a primeira vista – e estamos juntos até hoje. Tenho planos de matrimoniar e constituir uma família com minha namorada. Eu a senhoril e sei que sou correspondido.

Considero nosso relacionamento supimpa em todos os aspectos. Sinto que além de namorada e futura esposa, tenho nela uma parceira e amiga pra vida toda, sendo meu suporte sempre que preciso!

O único problema que vem me incomodando é que, nos últimos dois anos, minha namorada engordou muito, praticamente dobrou seu peso. Isso, de certa forma, está afetando meu libido por ela (por enquanto, de maneira pouco perceptível).

Quando nos conhecemos, ela era fisicamente uma das meninas mais desejadas da sala. Hoje, enxergo nela milhares de outras qualidades que fui descobrindo ao longo do tempo, mas, não consigo mais enxergar a formosura física que me encantou no início do relacionamento.

Existe também a questão de saúde, que me preocupa: em exames recentes, foram apontados problemas – provavelmente em decorrência do sobrepeso – uma vez que hipertensão e colesterol por exemplo.

Me sinto culpado por isso também, pois não contribuo para acompanhá-la em exercícios físicos ou em uma sustento mais regrada.

Só nos vemos aos fins de semana, e, uma vez que moro sozinho (e uma vez que pouco e mal durante boa secção da semana), quando chega sábado eu só penso em rodízios de pizza e comida japonesa…

Para piorar, por conta do trabalho, minha namorada vive viajando, ficando muitas vezes a mercê de deliverys ou de restaurante de hotel para se cevar. As viagens também impossibilitam qualquer projecto de liceu, porque geralmente são para lugares completamente ermos.

Gostaria de saber qual a melhor forma de abordá-la (sem a magoar e nem ser um babaca) a termo de tentar uma solução para isso.

P.S.: Acho que conversar com ela seria importante pra mim, falando sobre uma vez que isso afeta meu libido. Até para não deixar essa questão internalizada…

 

Também penso que seria importante fazer com que esta mudança no corpo dela não afetasse (ou afetasse menos) o meu libido. Acho complicado jogar toda a responsabilidade pelo meu libido em outra pessoa e condicionar isso a padrões externos. Gostaria de trabalhar melhor essa questão em mim mesmo, para que o libido fosse além do físico.

Obrigado pessoal!

Abraços.”

Uma vez que responder e ajudar no Mentoria PdH (leia para evitar ter seu observação sumido):

  • comentem sempre em primeira pessoa, contando da sua experiência direta com o tema — e não só dizendo o que a pessoa tem que fazer, uma vez que um professor distante da situação
  • não ridicularizem, humilhem ou façam piada com o outro
  • sejam específicos ao narrar do que funcionou ou não para vocês
  • estamos cultivando relações de parceria de convenção com a perspectiva proposta cá, que vai além das amizades usuais (vale a leitura desse link)
  • comentários grosseiros, rudes, agressivos ou que fujam do foco, serão deletados

Uma vez que enviar minha pergunta?

Você pode mandar sua pergunta para posts@papodehomem.com.br .

O matéria do email deve ter o seguinte formato: “PERGUNTA | Mentoria PdH” — assim conseguimos filtrar e encontrar as mensagens com facilidade.

Posso fazer perguntas simples e práticas, na traço “Uma vez que planejo minha mudança de cidade sem quebrar? Uma vez que organizar melhor o tempo pra cuidar de meu rebento? Uma vez que mourejar com o diagnóstico de uma doença grave?” ?

Queremos tratar também de dificuldades práticas enfrentadas por nós no dia-a-dia.

Logo, quem tiver questões nessa traço, envie pra nós. Assim vamos construindo um mosaico mais grande de assuntos com a Mentoria.

Essa Mentoria é incrível. Onde encontro as perguntas anteriores?

Basta entrar na coleção Mentoria PdH.

F., um presente pra você:

Vamos te enviar por email o ebook “As 25 maiores crises dos homens — e uma vez que superá-las”, produzido pelo PdH.

Se deseja comprar ou presentear alguém que possa se beneficiar, compre a sua edição cá.

Para saber mais sobre o teor do livro e tudo que vai encontrar lá dentro, leia esse texto.

Ao comprar o livro, você também ajuda a manter o PapodeHomem vivo.

Nosso rendimento com anúncios caiu drasticamente nos últimos dois anos, assim uma vez que aconteceu com toda a indústria jornalística, no Brasil e no mundo (a verba agora se concentra no Facebook e no Google). Uma vez que o que fazemos é para vocês e não para gerar o maior número de clicks com textos vazios, essa ajuda é necessário para nossa sustentabilidade.


publicado em 19 de Agosto de 2019, 10:00





Nascente: papodehomem.com.br

protetorsolar

Cuidados com a pele no verão

[+18] Posso sentir o peito nu feminino se normalizando – PapodeHomem

[+18] Posso sentir o peito nu feminino se normalizando